www.flickr.com

Jeso Carneiro

Santarém (Tapajós, Amazônia) e cercanias - fatos, fotos e opiniões.



quinta-feira, janeiro 24, 2008

União quer terreno do Sintepp

O Sintepp (Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará) e a União devem chegar a um acordo, via GRPU (Gerência Regional do Patrimônio da União), para o litígio jurídico-imobiliário que separa as partes em Itaituba.

Há mais de 10 anos, a prefeitura doou um terreno ao sindicato onde ele construiu a sua sede, e que abriga hoje um dos melhores (e por isso mais requisitados) auditórios da cidade.

A União, entretanto, diz ser proprietária do imóvel. E quer porque quer de volta o seu pedaço de terra. Quer tanto que ajuizou, ano passado, ação de reintegração de posse contra o Sintepp.

Neuton Miranda, xerife da GRPU, foi acionado. E jogado no peito dele a bola do impasse. Ele prometeu fazer o gol da conciliação.

2 Comentarios:

Anonymous Anônimo Disse...

Era só o que faltava.
Até isso querem tirar dos professores.
A União, Estado e Município ainda estão é com débito.
E deviam ir atrás de terrenos e outros bens que estão em posse de particulares.
O Sindicato ao menos é uma entidade que atende a intereses coletivos.
Isso é uma grande injustiça.
Quero ver agora se tornar prática o discurso de tanta gente que se diz solidária com a causa dos professores. Principalmente os ocupantes de cargos públicos.

24 janeiro, 2008 17:34  
Anonymous Anacleto Gama Disse...

Vejam só que contradição, o SINTEPP que sempre apoiou o governo de LULA se vê hoje preste a ser despejado pelo governo que tanto defendeu...
Bem que coisas estranhas andam acontecendo por lá, a começar com a não prestação de contas dos recursos repassados pela prefeitura dos filiados do sindicato que fazem um montante de R$ 11.000,00 (onze mil reais) por mês, e que até o presente momento ainda não foram prestados contas. Isso, sem falar dos aluguéis da sede...
De acordo com o estatuto do Sindicato esta prestação de contas devia acontecer a cada três meses, mas até hoje isso nunca aconteceu.
Pior é a situação da presidente do Sindicato que ainda quer exigir prestação de contas da prefeitura, mas a dela ela nem sonha em fazer.
Administração municipal pagou o 14° e 15° salários e deu pra perceber aonde foi parar o dinheiro dos professores, mas agora o dinheiro dos filiados do SINTEPP aqui de Itaituba todos querem saber!!!
Outro fato no mínimo estranho é que a atual presidente entrou com uma ação na justiça contra o próprio sindicato que preside. Coisa de Sucipira de O Dórico Paraguaçu. Deve ser baseado nesses atos insanos e obscuros que o Governo Lula está tentando pegar de volta o terreno que a União tinha doado para o SINTEPP.

Prof. Anacleto Gama

24 janeiro, 2008 19:31  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home