www.flickr.com

Jeso Carneiro

Santarém (Tapajós, Amazônia) e cercanias - fatos, fotos e opiniões.



quarta-feira, janeiro 02, 2008

A outra verdade

Contraponto do jornalista Jota Ninos aos artigos do professor e ex-coordenador do campus da UFPA/Santarém Aldo Queiroz:

Interessantíssimo o “resgate histórico” sobre o projeto de interiorização da UFPA, com o qual o professor Aldo Queiroz nos brindou na última semana de 2007 aqui no blog do Jeso. Já arquivei as duas primeiras partes do texto “Ajudando a construir uma universidade na Amazônia” e aguardo com ansiedade as outras, para ter mais exemplos de como se constrói um discurso baseado apenas na voz do, digamos assim, “vencedor”.

A história da humanidade está cheia destes exemplos e o professor Aldo Queiroz mostra sua capacidade ímpar para, como engenheiro que é (se eu não estiver enganado), construir tal “verdade”.

Mas para toda a construção sempre haverá uma desconstrução, e por alguns comentários já postados nas duas partes do artigo percebe-se que algumas pessoas já entenderam o que está por trás deste bem construído discurso, no momento em que a UFOP – Universidade Federal do Oeste do Pará se consolida. (...)

[Clique aqui], para ler o comentário acima na íntegra.

3 Comentarios:

Anonymous Anônimo Disse...

Jota ninos, também, quer ser Reitor? Ou é frustrado por não ter conseguido fazer coordenador(a) do Campus da UFPA em Santarém, algém do grupo de companheiros que, à época, ele defendia radicalmente?

02 janeiro, 2008 14:41  
Blogger Dayan Serique Disse...

Nem tanto ao céu e nem tanto ao inferno... O professor Aldo Queiroz não é esse santo todo que ele mesmo quis de desenhar, mas não chega a ser esse satanás como querem pintá-lo...
Fazer a interiorização da UFPa não foi algo tão simples, foi preciso sim dedicação e luta por essa causa, e nisso o professor Aldo Queiroz tem seus méritos, mas isso não o isenta de tentar se perpetuar no poder através de manobras e artimanhas... Inclusive tentando abafar o movimento estudantil, o que acabou por minar sua liderança e resultar na sua "queimação" generalizada junto à classe estudantil, nessa época liderada pelo coordenador do Diretório Acadêmico Sidney Campos, que não quis beijar a mão e prestar continência ao todo poderoso coordenador da época, que se julgava o "dono da UFPA em Santarém".
Não falo isso com rancor ou com qualquer sentimento pequeno, mas com a visão de quem viveu e assistiu isso de perto e sem o envolvimento apaixonado da coisa, pois não era aluno, mas sim funcionário, contudo, não subordinado a ditadura imposta à época, eu era uma das poucas exceções ... Que acabou me custando caro, muito caro, mas isso fica para uma outra hora....
Entre mortos e feridos, entre pai e padrasto, o que conta no final das contas é que hoje a Universidade do Oeste do Pará é uma realidade e quem ganha com isso e a nossa região e no meio de tantas farpas, defesas, ataques, histórias pra dormir, esse é o único ponto de convergência entre os dois lados da História...

03 janeiro, 2008 01:36  
Anonymous Anônimo Disse...

esse jota ninos só sabe criticar, me diga alguma coisa de concreto que o mesmo já fez por nossa cidade? absolutamente nada,meu caro carneiro.

03 janeiro, 2008 17:21  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home