www.flickr.com

Jeso Carneiro

Santarém (Tapajós, Amazônia) e cercanias - fatos, fotos e opiniões.



sábado, janeiro 26, 2008

Enterro de ex-primeira-dama será amanhã

Por vontade expressa quando viva, segundo o seu filho Juscelino, a ex-primeira-dama de Santarém Rosilda Camposserá enterrada amanhã, após missa às 9h na igreja de N.S. de Aparecida.

- Ela pediu para que fosse enterrada num domingo - confidenciou a pouco JK ao blog.

O corpo de dona Rosilda está sendo velado desde a madrugada de hoje, em um salão ao lado da igreja. É grande o número de pessoas que tem se deslocado até lá para dar o último adeus a ela.

Ainda pouco estavam no local a prefeita Maria do Carmo (PT), o deputado estadual Alexandre Von (PSDB), o ex-prefeito santareno Ronan Liberal (PMDB) e o presidente local do PTB, Beto Frazão, entre outros.

2 Comentarios:

Blogger Joaquim Disse...

08 de janeiro de 1966 marca o início de uma duradoura e abençoada união entre Rosilda e Ronaldo Campos, permeada de cumplicidade, amor, dedicação e solidariedade.
Quatro filhos e treze netos. Rosilda deixa um sólido legado de princípios de humanidade e sabedoria, cuja enumeração, não ousaria, neste momento, ilustrar, sob pena de omitir alguns.
Para os que conviveram próximo, do ministério familiar ao ministério da evangelização da palavra de Deus, ficam, no registro rígido da memória, atos de carinho, ternura e despreendimento.
A esposa, mãe, avó, irmã, tia, amiga e companheira Rosilda Campos deixa, nesta viagem, nesta transposição de estágios naturais de vida, corações chorosos, mas certos de que, ao lado do Pai, uma voz de oração intercederá por nós.
Joaquim e Ana Alice Freitas

28 janeiro, 2008 00:04  
Blogger Joaquim Disse...

08 de janeiro de 1966 marca o início de uma duradoura e abençoada união entre Rosilda e Ronaldo Campos, permeada de cumplicidade, amor, dedicação e solidariedade.
Quatro filhos e treze netos. Rosilda deixa um sólido legado de princípios de humanidade e sabedoria, cuja enumeração, não ousaria, neste momento, ilustrar, sob pena de omitir alguns.
Para os que conviveram próximo, do ministério familiar ao ministério da evangelização da palavra de Deus, ficam, no registro rígido da memória, atos de carinho, ternura e despreendimento.
A esposa, mãe, avó, irmã, tia, amiga e companheira Rosilda Campos deixa, nesta viagem, nesta transposição de estágios naturais de vida, corações chorosos, mas certos de que, ao lado do Pai, uma voz de oração intercederá por nós.
Joaquim e Ana Alice Freitas

28 janeiro, 2008 00:06  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home