www.flickr.com

Jeso Carneiro

Santarém (Tapajós, Amazônia) e cercanias - fatos, fotos e opiniões.



sexta-feira, janeiro 25, 2008

Ele disse

De Valmir Ortega, secretário estadual de Meio Ambiente do Pará, apontando a da vilã dos números divulgados ontem pelo Ministério do Meio Ambiente que apontam o estado como o 2º na lista de desmatamento.

- No caso do Pará é claramente a pecuária. Nessa região sudeste do estado, onde estão os municípios com maiores índices de desmatamento, praticamente não existe soja. Mas a ampliação da soja e da cana de açúcar no centro-sul do país estimula um redirecionamento da pecuária para o Norte. A pecuária vem sendo empurrada para a parte de cima da floresta.

1 Comentarios:

Anonymous Anônimo Disse...

http://analisedeconjuntura.blogspot.com/

O secretário estadual de Meio Ambiente do Pará, Valmir Ortega, ao comentar os números divulgados pelo MMA, que apontam o estado como o segundo na lista de desmatamento, reconheceu que o avanço da soja e da cana-de-açúcar no centro-sul do país tem “empurrado” a pecuária para a região Norte.
O Pará concentra 12 dos 36 municípios identificados como prioritários para ações de prevenção e controle do desmatamento. Ortega classificou os números do MMA como “bastante preocupantes”, mas reconheceu que, depois de três anos de queda nos índices de desmatamento, o estado identificou a tendência de crescimento a partir de outubro do ano passado.
O problema é que Ortega se parece aquele tipo de ambientalista de paletó e gravata, que faz bons discursos, tem boas ideias, mas depois de mais de um ano a frente da SEMA nada implementou nas questões ambientais que continuam assolando o estado do Pará.
Ortega, tá mais que na hora de tirar o paletó e arregaçar as mangas!

25 janeiro, 2008 12:38  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home