www.flickr.com

Jeso Carneiro

Santarém (Tapajós, Amazônia) e cercanias - fatos, fotos e opiniões.



quinta-feira, novembro 29, 2007

Ganhou diploma e não prêmio

Réplica de Evaldo Viana à nota de ontem de Samuel Lima:

Caro Samuca,

O Regulamento do Prêmio Nacional Referência em Gestão Escolar, ano base 2006, no item 5, que versa sobre premiação, assim dispõe:

5 - Premiação
5.1 - São concedidos, no âmbito nacional, os seguintes diplomas:

a) Escola Referência Nacional em Gestão
b) Liderança em Gestão Escolar
c) Escola Referência Nacional em Gestão – Destaque Brasil
d) Liderança em Gestão Escolar – Destaque Brasil
e) Menção Honrosa em Gestão Escolar
f) Menção Honrosa em Liderança Escolar

5. 2 - São concedidos até cinco diplomas Escola Referência Nacional em Gestão por Estado/Distrito Federal, considerando-se o número de escolas inscritas, na seguinte proporção:
a) de 10 a 25 escolas, um diploma;
b) de 26 a 50 escolas, dois diplomas;
c) de 51 a 100 escolas, três diplomas;
d) de 101 a 200 escolas, quatro diplomas;
e) acima de 201 escolas, cinco diplomas.

Com fundamento na literalidade do referido Regulamento tenho a dizer o seguinte

1) A Escola Ubaldo Corrêa não foi agraciada com um Prêmio;
2) A Escola Ubaldo Corrêa foi distinguida com um Diploma;
3) A nota ou notícia da SEMED, veiculada na página virtual da prefeitura no dia 21 de novembro, omitiu ou falseou a verdade quando afirmou que a referida Escola foi contemplada com um Prêmio e não com um Diploma, como claramente expressa o Regulamento;
4) A Escola Ubaldo Corrêa, a sua Diretora, o seu corpo docente e discente merecem o meu reconhecimento, e acredito que de todos nós, pelo Diploma que receberam por terem conseguido a maior pontuação na Auto-avaliação realizada entre as 14 escolas que disputaram o concurso no Estado do Pará;.

5) Faço votos que a Escola Ubaldo Corrêa conquiste todos os Prêmios que disputar e que, sobretudo, melhore o seu índice de Desenvolvimento da Educação Básica, que na última versão foi de 3,8 para o segundo ciclo.

6) Convencido pelo Regulamento de que a Escola Ubaldo Corrêa foi contemplada com um diploma e não com um Prêmio, não vejo porque e nem me convenci que a você e ao governo Maria do Carmo devo pedir desculpas por uma interpretação equivocada a respeito da questão, de minha parte não houve;
7) A você, pela forma deselegante e um tanto quanto descabidamente belicosa com a qual repliquei o seu comentário inicial, expresso o meu sincero pedido de desculpas por reconhecer, serenada a surpresa inicial, que me excedi nos comentários e expressei-me de forma inadequada;

8) Ao Governo Maria do Carmo desejo sucesso e que busque corrigir os seus equívocos, que procure informar os seus atos com transparência, honestidade e imparcialidade e que haja, sobretudo, tendo como fim a satisfação dos interesses da sociedade;

10 Comentarios:

Anonymous Anônimo Disse...

É o Evaldo no melhor estilo "subindo pelas paredes". A dicotomia "diploma" "premio" reconheço que foi um escape genial.
De todo modo uma saída honrosa para o Evaldo que não é aquele "monstro" que alguns pretendem pintar.
É um ferrenho opositor desse governo, mas que na maioria das vezes acaba ajudando (sem querer) o governo que pretende combater.
Maria do Carmo vai adorar.

Tiberio Alloggio

29 novembro, 2007 08:54  
Anonymous Anônimo Disse...

Caríssimo Evaldo,

Deixo as conclusões sobre o caso ao juízo dos leitores do blog do Jeso. De minha parte, reitero o apreço e o respeito ao papel que você joga no debate público e democrático. Quando divergi o fiz com respeito e civilidade.

Apenas penso que a questão não é semântica. Não se trata de "prêmio" ou "diploma". Você deduziu, apenas com base na leitura do Regulamento, que não haveria nenhum tipo de premiação (e R$ 2 mil é prêmio, com ou sem diploma) na cerimônia de premiação do Prêmio Nacional de Referência em Gestão Escolar (por isso reproduzi seu parágrafo final no mail que mandei ao Jeso).

Fiz o simples em jornalismo. Fui apurar melhor o que a simples leitura do Manual não me permitia concluir se você estava correto na crítica ou não. Primeiro mandei um e-mail pro CONSED; depois, como demorasse a resposta, liguei diretamente e escrevi o relato já publicado.

A despeito de qualquer juízo de valor, prêmio maior é a possibilidade de intercâmbio que a diretora da Escola Municipal Ubaldo Corrêa ganhou (viagem aos EUA para visitar escolas públicas), em função de ter vencido a etapa paraense. Com isso ganhamos todos: a escola e a comunidade.

Resta simples e cristalino: o prêmio existe e será entregue amanhã (30/11), em São Paulo.

Saudações mocorongas,

Samuca

29 novembro, 2007 09:07  
Anonymous Anônimo Disse...

Êi, pessoal: prêmio ou diploma, não interessa. O certo é que houve troféu, reconhecimento, honraria, enfim, seja lá o que for. Normalmente a premiação vem acompanhada de um diploma. O diploma é apenas o documento que materializa a premiação. Poderia ser uma taça, uma medalha, um lauréu qualquer. Houve, sim, premiação, em âmbito estadual, com repercussão nacional. Mas parece que, no âmbito municipal, tem gente que quer tapar o sol com a pereira. Coisa típica de subdesenvolvimento nas mentes tacanhas.
Parabéns à premiação, aos premiados e ao reconhecimento à cultura e à educação de nossa terra. O resto a gente joga no lixo. Não o diploma, é claro, que deve ser colocado num quadro, para inveja dos despeitados e cegos.

29 novembro, 2007 12:42  
Anonymous Genildo Júnior - Parlamento Jovem 2007 Disse...

Nobre Evaldo espero que tenha ficado claro com a baita explicação do Samuel...

O incrivel é que vc smpre acha um defeito e sempre quer ser o certinho.

Com tda explicação do Samuel vc ainda fica fazendu comparações tortas... ai, ai o que acontece é que a Escola Ubaldo Correa receberá sim um prêmio amanhã em nome do Estado do Pará e que querendo vc ou não nossa cidade conta com escolas boas e com ótimos gestores administrando-as.

Ah! só respondendo o que vc me falou dias atrás, sou um deputado júnior sim e com muito orgulho, apesar de sua ironia... "Servidor Público"

29 novembro, 2007 13:56  
Anonymous Anônimo Disse...

Qual é mesmo o sexo dos anjos ?

29 novembro, 2007 14:20  
Anonymous Anônimo Disse...

Não poderiamos esperar muita coisa do Evaldo, afinal ele tem um QI debilitado, uma pessoa que vem de público dizer que se estivesse errado pediria desculpa pelo ato praticado, esta o erro caiu a mascara alias o termo mascara cai bem pra quem e mascarado.
Pelo visto o Samuquinha deu um no jornalistico no dublê de colaborador Evaldo mostrando-o como e que se pesquiza uma máteria e se escreve de fato sem mentir ou tentar passar ao leitor algo inveridico coisa que Evaldo não vem fazendo.
Deixando se levar pelo odio que nutre do atual governo Evaldo tem escrito bobagens e denegrindo a imagem da Prefeita Maria do Carmo e agora vem desejar sucesso, alias e segundo que ataca e deseja sucesso no sabado foi a vez de um reporter do SBT pedir desculpas bem no ouvido da Prefeita.
Atos inveridicos deveriam ser proíbidos de serem públicados no Blog, pois representam um total descredito.
Evaldo faz parte do time que e composto por: Nelson Mota, Jorge Carlos, Domingos Campos e outros capitaneados por um eventual candidato a prefeito que não tem trabalho e nem base politica e que foi derrotado nas ultimas eleições para deputado que adotaram a politica do bater.
Agora pra eles que batem um dia eles podem apanhar, e não estou falando no sentido de agressão mais sim no sentido jurídico, hoje foi o Ed Portela e Paulo Leandro, amanhã certamente será o Evaldo quem será o proximo, alguem se habilita?

29 novembro, 2007 17:33  
Anonymous Anônimo Disse...

Evaldo,

Parabéns pelo disernimento, conteúdo, auto crítica e acima de tudo por combater um governo desta natureza, onde os secretários fazem o papel dos comparsas de "ALI BABA" antes a loja era humilde hoje uma enorme as casas na praia, as lanchas, as casas no maracanã está ai para se ver, mas triste é o cego que não quer ver, mas 2008 vem ai e a máquina publica vai ser desaparelhada e haverá choro e ranger de dentes e com ajuda de deus "SANTARÉM VOLTARÁ AO CAMINHO CERTO"

29 novembro, 2007 17:56  
Anonymous Anônimo Disse...

É no mínimo contraditório essa réplica de Evaldo Viana a nota de Samuel Lima. Vejamos:
1- Primeiro diz o sr. Evaldo que " não vejo porque e nem me convenci que a VOCÊ e ao governo Maria do Carmo devo pedir desculpas por uma interpretação equivocada a respeito da questão, de minha parte não houve".
2- Logo em seguida acrescenta: "A VOCÊ pela forma deselegante e um tanto quanto descabidamente belicosa com a qual repliquei o seu comentário inicial, EXPRESSO O MEU SINCERO PEDIDO DE DESCULPAS por reconhecer, serenada a surpresa inicial, que me excedi nos comentários e expressei-me de forma inadequada".
3- Penso que esse VOCÊ está referindo a Samuel, não? Pelo menos acho que essa seria a interpretação. Veja que no primeiro momento nega o pedido e no segundo o faz. E aí fico pensando sobre a incoerência que o nobre examinador das contas públicas faz. Mas ao mesmo tempo é digno de reconhecimento e mérito o seu pedido de desculpas a Samuel, só que acredito que não somente ao nobre jornalista, mas a toda uma coletividade chamada comunidade escolar da Escola Ubaldo Côrrea, pois o mérito é da escola.
No afã de desgastar o governo municipal e sua gestora Evaldo faz um tiroteio para todos os lados e não lhe interessa em quem vai acertar.
Mas um questionamento seria interessante também: por que o nobre servidor da receita federal não coloca os seus conhecimentos a serviço da educação? Me parece que existe até um programa de Educação Fiscal em que a Receita Federal, a SEFA, SEFIN e outras instiuições participam e que o sr. Evaldo faz parte e pelo que se comenta NUNCA compareceu em uma única reunião. Por que será? É mais nobre ao senhor Evaldo ficar atrás de um computador fazendo as suas análises que até são interessantes mas que fica só nisso? Ficar nessa posição senhor Evaldo, de nobre atirador de elite é muito confortável e até mesmo por que o senhor o faz não apenas por uma questão de princípios mas também por uma questão política. Ou um dos seus artigos foi parar no tablóide do Helenilson Pontes por uma questão de pura gentileza?
É o comentário.
CyberCidadão

29 novembro, 2007 18:03  
Anonymous Anônimo Disse...

O Evaldo tá ficando docho, docho..docho..Como diz minha filha de três anos: "Ora Evaldo, vai te catar...".

30 novembro, 2007 03:03  
Anonymous Anônimo Disse...

e a chuva continua...

30 novembro, 2007 10:19  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home